10 de maio de 2012

Belly Dance

Fazia um bom tempo que planejava postar algo sobre a famosa "Dança do Ventre" no blog, e hoje por coincidência achei meu cinto (véu de quadril) que estava aposentado a tempo, bateu uma saudade e resolvi compartilhar algumas coisas com vocês.



Para os franceses Danse du Ventre, para os americanos Belly Dance e para os brasileiros Dança do Ventre ou Dança Oriental Arábe. Com surgimento exato desconhecido, essa dança oriental tem uma história escassa e duvidosa, são poucos os autores que se arriscam a escrever sobre o assunto, gerando assim  muitas teorias e hipóteses. A informação mais aceita é que a dança teve origem no Antigo Egito, Índia, Babilônia, Pércia e Grécia, onde as mulheres dançavam em rituais e cultos religiosos dedicados a deusas. Seus movimentos eram aliados a música com batidas de quadril, movimentos ondulatórios e uma sinuosidade semelhante a de uma serpente. Essas mulheres acreditavam que as deusas pela qual prestavam homenagens, eram responsáveis pela vida gerada em seu ventre, assim, a quem diga que quando dançavam as mulheres se preparavam para ser mães. Essa é uma das razões pela qual a dança é cheia de movimentos pélvicos e abdominais.


Curiosidade  Segundo a pesquisadora norte-americana Morroco, as ondulações abdominais consistem na imitação das contrações do parto: tribos do interior do Marrocos realizam ainda hoje, rituais de nascimento, em que as mulheres se reúnem em torno da parturiente com as mãos unidas, e cantando, realizam as ondulações abdominais a fim de estimular e apoiar a futura mãe a ter um parto saudável, sendo que a futura mãe fica de pé, e realiza também os movimentos das ondulações com a coluna. Estas mulheres são assim treinadas desde pequenas, através de danças muito semelhantes à Dança do Ventre. ( Wikipedia )


Hoje em dia ela ganhou toques sensuais exóticos, o que levou a ser excluída dos países mais conservados. Aqui no Brasil a primeira apresentação de dança do ventre foi feita pela bailarina Zuleika Pinho, no Hames (um clube Árabe) em 1954, ela tinha apenas 14 anos e nunca havia feito uma apresentação de dança oriental, nem tinha ideia de como era. Nos anos 90 os artigos e assuntos sobre a dança começaram a aparecer em jornais, tv, desfiles, rádio, entre outros. E a procura aumentou após a exibição da novela "O Clone" na Globo.


Para finalizar o post não podia faltar os videos, mas calma que não acabou futuramente muitos posts sobre belly dance vão aparecer por aqui. Obrigada pela visita, sempre serão bem vindos por aqui. Se gostou, compartilha e comenta, beijos !


Um comentário:

  1. Lindonaaaa adoreiii, não sabia de algumas coisas..mas sempre admirei essa dança desde pequena...(já que não podia fazer balé) *-* enfimmm o texto tá ótimo...mas um pouco de merchan não faz mal né? USAHUASHUASH ;****

    ResponderExcluir

Seu comentário será liberado. Obrigada.